Sistema Hapvida e Maida Health apontam aprovação de clientes à Teleconsulta Covid 19

    Uma pesquisa realizada pelo Sistema Hapvida e Maida.health, entre os dias 5 e 15 de junho, apontou uma alta taxa de aprovação dos seus beneficiários com relação à teleconsulta para o atendimento em casos de suspeita de Covid-19. Ao todo, 3.563 pacientes participaram da pesquisa que avaliou cinco quesitos do atendimento à distância: profissional de saúde (atenção, acolhimento, conhecimento e cuidado), tempo de espera (agendamento e atendimento), videochamada (acesso, qualidade e velocidade), receita digital (disponibilidade) e usabilidade (facilidade de uso). 

    A escala de satisfação utilizada foi o método 5 estrelas. A maioria dos ouvidos, 75,39%, qualificou os quesitos com 4 ou 5 estrelas nas categorias avaliadas. “Isso prova que a estratégia que adotamos em investir em tecnologia para o enfrentamento da pandemia deixará um legado importante para a medicina à distância. Evitamos o deslocamento desnecessário dos pacientes, dando todo o suporte necessário para o tratamento adequado em casa, assistido e orientado por nossos profissionais”, afirma José Luciano Monteiro Cunha, diretor corporativo de telemedicina do Sistema Hapvida . A disponibilização da receita médica digital é um dos diferenciais que facilitou o acesso dos beneficiários aos medicamentos prescritos pelos médicos. 

    A avaliação do corpo médico dedicado à plataforma de teleconsulta também foi bastante elogiado. 55% da nota máxima foi destinada à qualidade do acolhimento, atenção, cuidado e conhecimento dos profissionais de saúde da linha de frente. Até o momento, o Sistema Hapvida já realizou mais de 40 mil atendimentos desde que a teleconsulta foi implantada, em abril, exclusivamente para atendimentos à Covid-19.

    O atendimento 5 Estrelas só cresce. Hoje, o serviço totaliza mais de 7,4 milhões de avaliações realizadas pelos clientes. A plataforma foi lançada em abril de 2019.

    A teleconsulta por vídeo, criada pelo Sistema Hapvida junto com a Maida.health, empresa do mesmo grupo, foi uma forma encontrada pela operadora para dar suporte seguro aos beneficiários, sem exigir a presença física nos pronto atendimentos e consultórios nesse momento de combate ao coronavírus. Por meio de inteligência própria em telemedicina, a Maida.health foi a primeira empresa brasileira a realizar regulação médica por Inteligência Artificial em medicina de grupo, o fato aconteceu em janeiro de 2020, em parceria com o Ministério da Saúde para auxiliar no diagnóstico de Covid-19 por meio da triagem dos casos de pacientes suspeitos a partir de exames de imagens de raio-x e tomografia computadorizada de tórax.

    De acordo com o Gerente de Produtos da Maida.health, Luiz Gonzaga, a avaliação positiva aponta para uma estratégia eficiente adotada pela empresa. “Essa avaliação positiva é a principal evidência que estamos no caminho certo. Já tivemos outros números positivos, como número de consultas, número de no-show ou resolutividade da teleconsulta. Mas a avaliação do paciente é, de longe, o número mais importante. Dada nossa estratégia, nada faz sentido sem essa evidência. Ela representa, praticamente sozinha, o sucesso do que a gente se propôs a fazer há 3 meses atrás. Hoje sabemos que não são só 40.000 teleconsultas realizadas. Elas foram concluídas com o paciente altamente satisfeito”, explica.

    COMPARTILHAR