Venda online de bebidas alcoólicas cresce 93,9% durante a pandemia

    Levantamento da companhia mostra que 248,9 mil compras foram realizadas do começo da quarentena até maio; faturamento do setor cresceu 102,4% no período

    Um vinho para relaxar no fim de semana ou uma cerveja para se refrescar durante um dia quente são hábitos comuns dos brasileiros. Com o isolamento social provocado pela pandemia de COVID-19 em todo o país, consumidores transferiram o bar para dentro de casa: a venda de bebidas alcoólicas subiu 93,9%, com 248,9 mil compras realizadas.

    Os números são do Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, que analisou o consumo de 24 de fevereiro (chegada do Coronavírus ao Brasil) a 03 de maio e comparou os resultados com o mesmo período de 2019.

    Além de comprarem mais, consumidores também estão gastando valores mais elevados por pedido. O tíquete médio analisado pela companhia é de R$ 310,70, valor 4,3% maior do que o mesmo período do ano anterior.

    Se depender das compras pela internet, o faturamento do setor vai de vento em popa: no período, atingiu R$ 77,3 milhões, aumento de 102,4% em relação ao mesmo período de 2019.

    “Após várias semanas de quarentena, muitos consumidores estão deixando de utilizar a internet apenas como alternativa para compra de produtos de uso diário para definitivamente adotar este canal para o ‘novo normal’. Assim, será natural também que produtos perecíveis e bebidas alcoólicas passem a fazer parte da lista de compras online dos brasileiros. O comportamento também pode ser reforçado por questões psicológicas desse período, como o aumento da sensação de incerteza e ansiedade”, explica André Dias, diretor executivo do Compre&Confie.

    COMPARTILHAR