SEAP abre sindicância para apuração de ocorrência com advogada na Marambaia

    A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (SEAP), solicita sindicância e apuração do fato ocorrido com a Advogada Viviane De Souza Das Neves, na Central De Triagem Da Marambaia (CTMAB).

    Pelas redes sociais, a Advogada relata ter passado por revista “vexatória”, ficando apenas com roupas íntimas, no dia em que prestou serviços ao seu cliente, o custodiado Ray Fran Soares Rocha.

    O Gabinete da SEAP recebeu o Memorando da Central De Triagem Da Marambaia, que confirma a presença da advogada no CTMAB para realizar atendimento ao interno.

    Como informa a diretoria da unidade, a advogada foi conduzida para fazer procedimentos legais de revista pela servidora Madinalva Do Socorro Dos Santos, e que durante o processo foi solicitado que retirasse seu blazer, sendo em seguida conduzida a sala de atendimento aos custodiados, finalizando o atendimento e se retirando da unidade.

    É destacado que a advogada foi servidora da SEAP, exercendo o cargo de agente prisional, lotada na Diretoria de Execução Criminal – DEC e como informado a servidora não demonstrou objeções em relação ao procedimento adotado na revista.

    A SEAP solicitou esclarecimentos imediatos do apuratório acerca da suposta revista “vexatória”, haja vista a gravidade dos fatos mencionados.

    COMPARTILHAR