Mabe comemora 26 anos no domingo

    A semana é de festa na “Cidade das Mangueiras”, pois Belém comemora 404 anos de história. Além do aniversário da capital paraense, também é dia de cantar parabéns para o Museu de Arte de Belém (Mabe), que no próximo domingo, 12, completa 26 anos de inauguração. Para celebrar a data, o público pode visitar a exposição “Olhares Sobre a Amazônia – Acervo Mabe”, gratuitamente, das 9h às 12h, com visitas mediadas e oficinas de elaboração de cartões.

    Com a sede no palácio Antônio Lemos, localizado na praça Dom Pedro II, no bairro da Cidade Velha, o museu foi inaugurado 1994, após uma grande reforma no palácio, um prédio em estilo neoclássico erguido na segunda metade do século XIX. Atualmente, o Mabe tem duas salas temporárias no térreo do prédio, abriga mais de mil peças, entre telas, esculturas, mobiliário, tapeçaria e lustres. Além das visitações, o Mabe oferece um serviço de ações educativas voltadas para o público estudantil.   

    Programação – No domingo, 12, é o aniversário da cidade e também do Mabe, que foi um presente para a capital e tem uma importância grandiosa para a cidade, sendo uma fonte de conhecimentos sobre a nossa história. “Ele conta a história de uma Belém, no período áureo da borracha. Por isso, neste domingo, preparamos uma programação composta de visitas mediadas, e o museu estará aberto das 9 horas ao meio dia. Vamos oferecer também uma oficina de elaborações de cartões, no qual a população é convidada a escrever mensagens para o museu. A entrada é gratuita”, explicou a diretora do Museu de Arte de Belém, Janice Lima.

    Exposição – “Olhares Sobre a Amazônia – Acervo Mabe” é uma exposição sobre a Amazônia dentro da história da arte, passando por vários períodos, desde os pré-coloniais até a arte contemporânea.

    A exposição, que é uma iniciativa da Prefeitura de Belém por meio da Fundação Cultural do Município de Belém (Fumbel), é resultado de pesquisa e concepção da Divisão de Curadoria do Mabe, visando a proporcionar conhecimento sobre a riqueza da Amazônia em seus aspectos naturais, culturais, sociais, místicos e históricos, por meio das coleções do expressivo acervo do Museu, que tem uma longa trajetória de ações em pesquisa, aquisição, restauro, conservação, difusão do conhecimento e fomento da produção artística.

    “Essa exposição fala de uma Amazônia profunda, com suas florestas ainda intactas, mas fala também dessa Amazônia que vem sendo degradada pela mão humana. É muito interessante que o público venha conferir”, aconselhou Janice.

    Bosque Rodrigues Alves – Ainda como parte da programação cultural do aniversário de Belém, o Jardim Zoobotânico da Amazônia Bosque Rodrigues Alves preparou para o próximo domingo, dia 12, uma programação especial, com exposições e plantio de mudas.

    Das 9 horas ao meio dia, os visitantes poderão visitar a exposição de sementes e a mostra sobre a nutrição dos animais que vivem no Bosque, com essas atividades sendo desenvolvidas próximas ao recinto da arara azul.

    Já às proximidades da entrada do portão principal do Bosque, o público poderá conferir a exposição de fotos da fauna e flora do Bosque. Às 10h30, no Canteiro 110, haverá o plantio simbólico de mudas de espécies vegetais.

    Serviço: O Museu de Arte de Belém (Mabe) fica localizado no palácio Antônio Lemos. A visitação ocorre de terça à sexta-feira, das 9h às 17h. A entrada é gratuita. Agendamentos de visita em grupo podem ser combinados pelo e-mail educativa.mabe@gmail.com e pelo telefone (91) 98415-2558. O Jardim Zoobotânico da Amazônia Bosque Rodrigues Alves, fica localizado na avenida Almirante Barroso, 2305. Crianças até seis anos e idosos acima dos 60 anos não pagam entrada, os demais pagam um valor simbólico de R$ 2,00.

    COMPARTILHAR