II Encontro de Animais Silvestres incentiva o desenvolvimento científico

    Incentivar o desenvolvimento científico é o que vai ser proposto durante o II Encontro de Animais Silvestres da UNAMA – Universidade da Amazônia. A programação vai ser realizada nos dias 16 a 18 de dezembro, no auditório David Mufarrej, campus Alcindo Cacela. As inscrições podem ser feitas no local do evento. 

    Organizado pelo Grupo de Estudos de Animais Selvagens (Geas) UNAMA, os temas abordam desde enriquecimento ambiental aplicado no bem-estar de primatas em cativeiro a ecologias de lontras no rio Guamá. A ideia é apresentar as diversas áreas em que se pode atuar um acadêmico de Biologia e Medicina Veterinária e provocar o desenvolvimento científico.

    De acordo com uma das integrantes do grupo de pesquisa e organizadora do evento, Ronnielly Abranches, a programação tem o objetivo de promover a interação entre estudantes e profissionais na área de animais silvestres. “II Encontro de Animais Silvestres Geas UNAMA, tem como objetivo fomentar a interação entre os acadêmicos e provocar o desenvolvimento científico, em companhia de profissionais conceituados na área de animais silvestres. Além de incentivar o conhecimento acerca dos principais manejos de fauna utilizados com animais silvestres”, afirma.

    O coordenador do curso de Medicina Veterinária, Jurupytan Viana, explica que animais silvestres são aqueles que vivem ou nascem em um ecossistema natural como florestas, rios e oceanos. “Podemos citar como animais silvestres nativos brasileiros o papagaio, a onça-pintada e a capivara, por exemplo. É importante alertar ao encontrar animais como esses em lugares públicos, a orientação é não reagir e ligar para os bombeiros, pelo 190”, conclui.

    COMPARTILHAR