Cidades do Norte ampliam recursos gastos em Saúde em 2018

    Dados do anuário Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil, lançado pela Frente Nacional de Prefeitos (FNP), apontam que as cidades selecionadas da Região Norte ampliaram os recursos aplicados em Saúde em 2018. Dos 16 municípios analisados, apenas três tiveram retração no gasto na área.

    Cruzeiro do Sul (AC) apresentou a maior alta das cidades avaliadas: 17%, passando de R$ 30 milhões em 2017 para R$ 35,1 milhões aplicados em 2018. Destaques também para Marabá (PA), com alta de 16,7%, e Parintins (AM), com 14,3%.

    Das capitais, Rio Branco (AC) teve a maior alta: 13,4%, passando de R$ 118,8 milhões gastos em saúde em 2017 para R$ 134,7 milhões em 2018. Em seguida veio Boa Vista (RR), com alta de 10,6%, seguida por Macapá (AP), com alta de 7,3%.

    Por outro lado, três cidades tiveram quedas nos gastos com saúde: Ji-Paraná (RO), uma redução de 5,9%, passando de R$ 71,5 milhões para R$ 67,3 milhões; Porto Velho (RO), com retração de 4,2% e Santarém (PA), de 2,1%.

    Em sua 15ª edição, a publicação utiliza como base números da Secretaria do Tesouro Nacional (STN) e do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), apresentando uma análise do comportamento dos principais itens da receita e despesa municipal, tais como ISS, IPTU, ICMS, FPM, despesas com pessoal, investimento, dívida, saúde, educação e outros.

    O Multi Cidades – Finanças dos Municípios do Brasil foi viabilizado com o apoio da Estratégia ODS, União Europeia, ANPTrilhos, Huawei, Universidade Municipal de São Caetano do Sul, Saesa, Sanasa Campinas e Prefeitura de São Caetano do Sul.

    COMPARTILHAR