Operação Peixe Grande comprova desvio de recurso público em Acará

    Os resultados da primeira fase da “Operação Peixe Grande”, que visa investigar denúncias de fraudes em processos de licitação para prestação de serviços de coleta de lixo urbano, lixo hospitalar, transporte e assessoria jurídica, assim como apurar desvios de recursos públicos no município de Acará, foram divulgados pela Polícia Civil do Pará em entrevista coletiva nesta quarta-feira (16), na sede da Delegacia-Geral, em Belém.

    A operação foi desencadeada nos municípios de Belém, Marituba e Acará.
    Na entrevista, o delegado-geral de Polícia Civil, Alberto Teixeira, informou que, aa primeira fase da operação, quatro pessoas foram presas em cumprimento de mandados de prisão temporária e 18 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em residências, empresas e órgãos da administração pública do município de Acará, entre os quais a sede da Prefeitura Municipal e secretarias.

    Durante o inquérito policial foram coletados indícios de autoria e materialidade dos crimes, o que possibilitou à Polícia Civil, por meio da Diretoria Estadual de Combate à Corrupção (Decor), efetuar diligências com autorização da Justiça.

    Os mandados judiciais resultaram em apreensões de documentos diversos, computadores, uma arma de fogo e munições. Tudo passará por análises e perícias, que podem vir a comprovar um esquema de desvio milionário de verba pública, com sérios prejuízos à sociedade.

    COMPARTILHAR