Empresas investem na conscientização dos colaboradores para o feriadão de Carnaval

    De acordo com o brasileiro, o ano só começa depois do Carnaval. A verdade é que o feriadão é muito bem-vindo para todos: seja quem vai para a folia, quem vai encarar a estrada como a família e curtir um descanso ou mesmo ficar em casa.

                Na indústria, muitos trabalhadores trabalham em regime de turno, ou seja, para exercer determinada função a pessoa não trabalha sempre no mesmo horário, podendo integrar horários rotativos. Significa que muitas pessoas podem passar o Carnaval na empresa, realidade comum, por exemplo, no polo industrial do município de Barcarena.

                Para atender esse público e também os que estarão de folga, as empresas realizam campanhas de conscientização. A Alubar, líder na América Latina na fabricação de cabos elétricos de alumínio e produtora de condutores elétricos de cobre para média e baixa tensão, promoveu Diálogos Diários de Segurança (DDS) especiais sobre o assunto, distribuiu folders e preservativos: “No Carnaval, por ser uma época festiva, algumas pessoas procuram se divertir de maneiras inadequadas, como fazendo o uso de bebidas alcoólicas e desobedecendo as leis de trânsito. É preciso cuidar da saúde e pensar na segurança mesmo fora da fábrica”, explica Cristiani Sousa, presidente da Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) da Alubar.

    Na Imerys, mineradora que atua com caulim, os colaboradores são orientados a não trabalharem pensando na hora de ir embora. “Somos responsáveis pela segurança de quem estiver por perto, seja na empresa ou da nossa família ou dos amigos que vão cair na folia conosco. A mensagem que deixo: aplique a segurança dentro e fora da empresa para que evitar no futuro problemas e possíveis dores de cabeça”, recomenda Ronaldo Vale técnico de Enfermagem do Trabalho da Imerys. A empresa alerta ainda que beijo forçado não é legal e que assédio sexual é crime e lembra: a festa só é boa quando todos se divertem.

    COMPARTILHAR