Seminário sobre feminicídio abre programação alusiva ao Dia Internacional da Mulher

    Com o tema “Feminicídio e outras violências: conhecer para se proteger”, o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), abre programação alusiva ao Dia Internacional da Mulher – 8 de Março.  O seminário será realizado na manhã de sexta-feira (1º), no Fórum Cível de Belém, e abordará temáticas socioculturais e de caráter jurídicos relacionados à violência contra a mulher.

    Segundo dados da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Segup), o Pará registrou no ano passado 54 casos de feminicídio, contra 29 em 2017. Márcia Jorge, titular da Coordenadoria de Integração de Políticas para as Mulheres (CIPM), vinculada à Sejudh, ressalta que expor o tema para a sociedade trará mudanças no combate à violência contra as mulheres.

    “A operacionalização da Lei Maria da Penha e da Lei contra o Feminicídio é algo que precisa ser compreendido e discutido com frequência, para que a rede de enfrentamento tenha maior agilidade no combate e orientação à vítima. Sobretudo, devido ao encorajamento social e aos canais de denúncia, a mulher tem procurado as delegacias e a rede de apoio com mais frequência, diferente de anos anteriores”, acrescenta Márcia Jorge.

    A Coordenadoria de Integração de Políticas para as Mulheres desenvolve anualmente campanhas em alusão ao Dia Internacional da Mulher – data instituída pela Organização das Nações Unidas (ONU). O evento promovido pela Sejudh visa promover um diálogo sobre as demandas locais e fomentar discussões e reflexões sobre a realidade vivida por muitas mulheres.

    Serviço: “Feminicídio e outras violências: conhecer para se proteger”. Dia 1º de março (sexta-feira), das 8 às 12 h, no Fórum Cível de Belém (Praça Felipe Patroni, s/n, bairro Cidade Velha).

    COMPARTILHAR