O Hospital Ophir Loyola inicia nesta terça-feira (12), em parceria com a Fundação Centro de Hemoterapia e Hematologia do Pará (Hemopa), uma campanha itinerante de doação de sangue. Até quarta (13), a unidade móvel da instituição estará posicionada de 8h às 16h em frente ao hospital, localizado na avenida Magalhães Barata, trecho com grande fluxo de pessoas. O objetivo é aumentar o estoque de hemocentro, que apresentou baixa de reposição de sangue para os pacientes da unidade de saúde.

Segundo o Hemocentro, na primeira semana de fevereiro houve uma média de 180 coletas por dia, quando o ideal seria de 250 doações. Um dos fatores que estão provocando a redução no comparecimento de doadores é o período de intensas chuvas na região, que acaba dificultando o acesso dos voluntários aos serviços de coleta, bem como as doenças do período que inabilitam, temporariamente, a doação de sangue.

Atualmente, o Hemopa abastece cerca de 230 hospitais públicos e privados no Pará. Um deles é o hospital Ophir Loyola, que faz cerca de mil transfusões mensais, devido, principalmente, ao seu perfil assistencial, já que possui uma das maiores demandas de transfusão no Pará. Além da oncologia, há outras referências e cirurgias que só podem ser realizadas com bolsas de sangue reserva, como as neurocirurgias e transplantes.

Serviço: A campanha é realizada na avenida Magalhães Barata, nº 992, São Brás, Belém. Para ser um candidato à doação de sangue é preciso ter entre 16 e 69 anos (menores devem estar acompanhados do responsável legal), ter mais de 50 kg, estar bem de saúde e portar documento de identificação oficial, original e com foto. O homem pode doar a cada dois meses e a mulher, a cada três. A exemplo de outras campanhas externas, haverá uma equipe para a triagem dos doadores.