Representantes da Liga dos Blocos de Pré-Carnaval se reúnem com governador e vice

    Representantes da Liga dos Blocos de Pré-Carnaval da Cidade Velha de Belém se reuniram, na noite desta terça-feira (5), com o governador do Estado, Helder Barbalho, e o vice-governador, Lúcio Vale. Eles foram recebidos no Palácio do Governo para discutir o andamento do evento, que começou há dois finais de semana e deve prosseguir por mais três.
    Os dirigentes da Liga entregaram ao governador um certificado de “Amigo do Pré-Carnaval”, por todo o apoio que vem dando à festa. Eles anunciaram ainda o lançamento de um novo cortejo, o Bloco da Sé, destinado à população católica, que vai desfilar pela primeira vez dentro do circuito da Cidade Velha.
    O presidente da organização, Fabiano Scherer, contou que o pré-carnaval da Cidade Velha já existe há quase três décadas, embora a Liga dos Blocos só tenha sido formada há quatro anos. Foi a Liga que sistematizou o calendário de desfiles e o circuito que os blocos percorrem, além de se comprometer com o cuidado ao patrimônio público e a segurança dos brincantes, tendo, para isso, o apoio de órgãos do poder público.
    Segundo Fabiano, atualmente, 17 blocos compõem o pré-carnaval, alguns dos quais formados apenas por artistas locais, como é o caso dos fofós. “Hoje, nós temos um pré-carnaval ordeiro, seguro e alegre e, para isso, precisamos muito do apoio do Governo do Estado, por meio das Secretarias de Estado de Cultura e de Segurança, que são peças chaves nessa nossa festa. Por isso, viemos agradecer ao governador, que fez questão de manter todo o aparato de apoio ao nosso pré-carnaval”, pontuou, acrescentando que a expectativa da Liga é de que cerca de 700 mil pessoas passem pelo pré-carnaval da Cidade Velha até o final do período.
    O governador Helder Barbalho convidou a Liga para que, passado esse período, possa ser aberto um canal de diálogo com todos aqueles que fazem o Carnaval em Belém e no Estado. A intenção é pensar e organizar de forma conjunta uma estratégia para a festa nos próximos anos, a fim de que ela se torne uma referência não só para a região, mas para todo o País.
    “São Luís do Maranhão, por exemplo, conseguiu criar um Carnaval que enaltece a sua própria cultura e que movimenta o Estado. Com a nossa riqueza e diversidade, certamente também poderemos construir algo assim aqui”, frisou Helder Barbalho.
    A iniciativa foi aplaudida não só pelos representantes da Liga, como também por artistas que participaram da reunião, como foi o caso do cantor Eloy Iglesias. “Eu não fiquei surpreso com a proposta do governador, porque conheço e acredito nas ideias dele. O Helder conhece bem o Estado e sabe que não só Belém precisa ter a sua visibilidade, mas o Pará inteiro. Precisamos mostrar a nossa riqueza e construir isso juntos. Somos a última fronteira da cultura e estamos ansiosos para que esse projeto tenha viabilidade”, afirmou o artista.
    COMPARTILHAR