Devido a grande demanda de agricultores e também as condições climáticas de Belém, a Feira do Agricultor do projeto AgroVárzea foi ampliada e precisou mudar de lugar. Agora ela acontecerá no Centro de Acolhimento do Parque Estadual do Utinga, o dia e o horário foram mantidos: acontece nesta quinta-feira (7), a partir das 8h.
Juntam-se aos agricultores atendidos pelo projeto AgroVárzea e pelo Ecomuseu da Amazônia, os integrantes da Cooperativa de Agricultores Familiares de Primavera (Cooprima) e do Flora do Marajó, grupo de mulheres produtoras do arquipélago paraense.
A Feira traz uma variedade de alimentos saudáveis, livres de agroquímicos e produzidos a partir de técnicas sustentáveis. São hortaliças, verduras, frutas, polpas de frutas, goma, tucupi, tapioca, pupunha e diversos outros produtos com valor agregado, como bolos, chocolate, molhos e ecojoias.
Os visitantes do Utinga poderão adquirir ainda cachaça de jambu e pimentas artesanais produzidas pela Cooprima; plantas medicinais, aromáticas e produtos fitoterápicos amazônicos, produzidos pela Flora do Marajó; e hortaliças folhosas, óleos vegetais e mudas de plantas frutíferas, ornamentais e florestais, produzidos no contexto do Ecomuseu da Amazônia, projeto vinculado à Secretaria Municipal de Educação de Belém (Semec).
Laura Dias, servidora do Ideflor-bio e coordenadora do AgroVáezea, afirma que as parcerias firmadas com outras cooperativas e associações de agricultores são fundamentais para que a Feira torne-se maior e ganhe cada vez mais público. “Ficamos muito felizes com a grande procura de agricultores de diversos projetos. Isso faz com que a Feira cresça e se estabeleça como uma referência na aquisição de produtos sustentáveis em Belém”, afirma.
A Feira do Agricultor é organizada, mensalmente, pelo projeto AgroVárzea, mantido pelo Instituto de Desenvolvimento Florestal e da Biodiversidade (Ideflor-bio). O projeto presta assistência técnica aos agricultores familiares das quatro Unidades de Conservação da Grande Belém.
Além das feiras, cujos objetivos principais são a geração de renda e o contato direto entre produtores e consumidores, o AgroVárzea também realiza capacitações entre os agricultores, propõe alternativas para a diversificação das produções e auxilia no planejamento de atividades turísticas nas propriedades.
Serviço:
Feira do Agricultor do projeto AgroVárzea
Dia 7 de feveiro, das 7h às 12h
No Centro de Acolhimento do Parque Estadual do Utinga