Selo de identificação de produtos veganos chega ao Pará

    A prática do veganismo só cresce em todo o Brasil e o setor de cosméticos não ficou de fora desse movimento. Pensando nisso, em 2019 O Boticário passará a identificar em todos os seus pontos de comunicação quais dos seus produtos já são veganos. Maquiagem, que conta com as linhas Make B. e Intense, já tem 30% do portfólio da categoria com itens sem nenhuma matéria-prima de origem animal.

    O selo de identificação dos produtos veganos do Grupo Boticário é proprietário e, para sinalizar e categorizar o que são cosméticos veganos, a empresa seguiu o padrão estabelecido pelas certificadoras, com produtos já disponíveis em todo o Estado, em Belém e região metropolitana, além de Marabá, Santarém e Parauapebas. A ideia é expandir a iniciativa para outras cidades ainda esse ano. A iniciativa atende à demanda cada vez mais frequente de consumidores que desejam saber que também podem contar com esse tipo de produto dentro de sua marca preferida.

    “Estamos em um movimento crescente de substituição de matérias-primas de origem animal para vegetal, mineral, biotecnológica ou sintética – sempre mantendo o foco na qualidade, performance, estabilidade, segurança e eficácia dos produtos”, afirma o diretor de Marketing do Boticário, Alexandre Bouza.

    Essa busca por métodos alternativos não é novidade para a marca. Há quase 20 anos, o Grupo Boticário não realiza teste em animais e foi a primeira empresa brasileira a desenvolver a pele 3D e os organs-on-chip para simular as condições de uso em órgãos humanos.

    “O Boticário já contava com produtos veganos em seu portfólio – o que estamos fazendo é dando mais clareza para a comunicação com o consumidor. Loja, catálogo, e-commerce, todos os pontos serão fontes de informação para quem quiser escolher produtos veganos do Boticário”, finaliza Bouza.

    COMPARTILHAR