Médico relata emoção ao fazer primeiro parto empelicado

O registro de um parto empelicado – quando a bolsa amniótica não rompe antes do nascimento da criança – ganhou repercussão nas redes sociais depois que um médico ginecologista obstetra de São José do Rio Preto (SP) publicou o vídeo do nascimento do bebê e relatou a emoção do caso, que é considerado raro.

Na publicação, Luiz Fernando Gonçalves Borges conta que, até a última sexta-feira (28), nunca havia realizado este tipo de parto em 19 anos de profissão.

“Geralmente acontece em um a cada 80 mil partos. Por alguns segundos, pude contemplar e apreciar o comportamento de uma bebê que ainda não ‘nasceu’, como se ele estivesse no líquido amniótico dentro do ventre de sua mãe”, afirmou o médico na postagem do Facebook, que contabiliza 85 mil visualizações, 3,4 mil interações e mais 2,2 mil compartilhamentos até este domingo (30).

A gestação era gemelar e ocorreu na sexta-feira, por volta das 23h. Momentos antes do vídeo, o primeiro bebê, um menino, nasceu em uma cesariana no Hospital Beneficênia Portuguesa. O bebê que teve o parto empelicado é uma menina.

“Meu testemunho é que Deus é perfeito e, podem acreditar, eu senti naquele instante a presença ‘Dele’ naquela sala. Meu amigo obstetra que me auxiliava (a quem agradeço) em um momento nos olhamos e pensamos a mesma coisa! Ainda mais nessa época de Natal”, contou.

Segundo o médico, o casal de bebês teve alta da UTI e segue em observação no hospital. As crianças estão bem, segundo o profissional. A mãe teve alta na manhã deste domingo, mas continua no hospital acompanhando os gêmeos.

O post Médico relata emoção ao fazer primeiro parto empelicado apareceu primeiro em Pensador Anônimo.

COMPARTILHAR