INOVAÇÃO E PROPRIEDADE INTELECTUAL NA AMAZÔNIA

    O fortalecimento das empresas locais, universidades e comunidades sobre o que é e como proteger invenções, marcas, desenhos indústrias e outros direitos de propriedade intelectual aprimora a possibilidade destes usuários em defender os interesses locais tendo em vista uma melhor distribuição de renda para a região.

    Pensando nisso é que a Organização Social BioTec-Amazônia realiza no dia 12 de dezembro de 2018, no auditório Albano Franco, da Federação das Indústrias do Pará (FIEPA), o Seminário Propriedade Intelectual e Inovação na Amazônia. A ideia é disseminar conhecimento em propriedade intelectual através da realização do workshop. As inscrições já estão disponíveis aqui nesse link. O evento é direcionado a empresários locais, comunidades tradicionais e meio acadêmico, inclusive os Núcleos de Inovação Tecnológica (NITs) que possuem relevante e estratégico interesse no tema.

    As matérias primas da Amazônia podem ser fundamentais para o desenvolvimento de novos medicamentos, cosméticos, defensivos, super alimentos, dentre outras possibilidades, no entanto é necessário que haja pesquisa e desenvolvimento prévio para interpretar e entender a função de cada espécie para a indústria. “O amplo conhecimento em propriedade intelectual contribui para este cenário. Partindo dessas razões é que incluímos no debate discussões envolvendo patentes e marcas”, explica Luiz Ricardo Marinello, Coordenador do Evento e Consultor Técnico da BioTec-Amazônia.
    Serviço
    O Seminário Propriedade Intelectual e Inovação na Amazônia é um evento de propriedade intelectual, organizado pela BioTec-Amazônia, e acontece no dia 12 de dezembro de 2018, no auditório Albano Franco, da Federação das Indústrias do Pará (FIEPA). As inscrições ocorrem no site da OS e as vagas são limitadas. As inscrições são gratuitas.

    COMPARTILHAR