Por que algumas relações dão certo e outras fracassam?

Confesse que você já sonhou com uma relação que fosse eterna, já desejou que o “felizes para sempre” fosse naturalmente uma decorrência do amor que sente pelo parceiro. Em tempos de relações frágeis e superficiais, com data de validade constantemente perto vencimento, há algum segredo para garantir a durabilidade de um relacionamento?

Quando nos apaixonamos, estamos passando por um processo químico e enxergamos tudo como uma maravilha, só conseguimos ver as qualidades do outro e os eventuais defeitos são irrelevantes. Com o passar do tempo, quando a cegueira da paixão cessa, algumas coisinhas irritantes começam a aparecer e incomodar. É aí que relacionamentos inicialmente promissores acabam. Se você deixar. Mudar o fim previsível da história de amor vai depender exclusivamente das duas pessoas envolvidas.

Para evitar o fracasso, a primeira recomendação é sempre manter o diálogo. Não guarde sentimentos, sejam eles bons ou ruins, só para si. Transmita suas emoções, o seu parceiro precisa saber – e não adivinhar – como você está se sentindo. Isso faz parte da intimidade do casal, é importante estabelecer canais de comunicação e permitir que o outro conheça o seu mundo interior, mesmo que povoado de sentimentos complexos e contraditórios que nem você entende. Não consegue falar? Escreva, exponha as suas emoções. Compartilhar fragilidades também é uma forma de fazer com que a relação amadureça.

Exercite a empatia, coloque-se no lugar do outro e procure compreender o que o move. Procure ver o lado positivo das situações, seja tolerante e respeite as diferenças e as escolhas individuais. Se o objetivo é evoluir juntos, cuidem um do outro. Atente para o controle emocional quando aquela discussão meio sem sentido está se transformando em um grande conflito. Aprenda a respirar fundo quando está prestes a dizer coisas que não terão volta. Será mesmo necessário causar danos afetivos irreparáveis? O equilíbrio emocional é uma das ferramentas que determinam o sucesso de uma relação.

As prioridades individuais têm algo em comum? Os planos são semelhantes? Vocês atuam como uma dupla na busca por seus próprios objetivos? Ter metas compartilhadas reforça a sensação de parceria, o casal se mantém conectado e focado em um único propósito. Estejam preparados para enfrentar os problemas que surgirem, não os ignorem por temer confronto. Eles estarão presentes no decorrer da vida do casal e a forma como serão conduzidos define o êxito da parceria.

Não se esqueçam de manter a autoestima em alta, o toque, a intimidade, atitudes positivas na maneira de encarar a vida. Acrescentem à receita, o cultivo das liberdades individuais, o andar de mãos dadas, o descobrimento de novas experiências, o reviver de antigas emoções, muitas viagens, muitas risadas, juntos! Com pitadas de elogios e amor a gosto, adicionem respeito e admiração no fogo brando da paixão.

 

Sobre Jennifer Lobo

Filha de empresários brasileiros, nascida nos EUA, graduada pela Auburn University, Alabama, com especialização em Comunicação e mestrado em Relações Públicas. Certificada pelo Matchmaking Institute, empreendedora, é fundadora e CEO da plataforma de relacionamentos MeuPatrocinio. Autora do livro “Como Con$eguir um Homem Rico”, escrito em conjunto com Regina Vaz, terapeuta de casais.