Inovação nos negócios orientada pela sustentabilidade é objetivo de um dos principais eventos do Brasil

Por: revistaamazonia.com.br

O Sustainable Brands SP 2018 é o principal evento do País a abordar sobre empreendedorismo e negócios guiado pela sustentabilidade. O encontro reunirá profissionais de empresas, empreendedores, inovadores sociais e o público em geral que se identifica com o tema. A iniciativa acontecerá nos dias 04 e 05 de dezembro no Pavilhão das Culturas Brasileiras – Parque do Ibirapuera – São Paulo, SP.

O evento foi desenvolvido nos EUA e atinge mais de 350 mil profissionais. No Brasil a iniciativa está há seis anos e também é realizada em outros 10 países – Estados Unidos, Argentina, Espanha, França, Turquia, Tailândia, Japão, Malásia, Coréia e Portugal.   O objetivo do encontro é proporcionar para os participantes um espaço de efetivo desenvolvimento de conhecimento e de relacionamento que os ajudem a direcionar suas decisões nos negócios de uma forma acelerada e ao mesmo tempo benéfica para a vida em sociedade.

Com cerca de 4 mil metros quadrados, o Pavilhão das Culturas Brasileiras será dividido em três alas: Plenárias, Activation Hub e Workshops. As plenárias darão início e fim aos dois dias de encontro reunindo todos os participantes.

“As Activation Hub são painéis de cocriação com debates sobre temas que ajudam a entender o que é uma vida boa no presente e no futuro. Já os Workshops vão ter o objetivo de fazer com que os convidados coloquem a mão na massa e consigam empregar na prática os conceitos debatidos. As Activation Hub e os Workshops acontecerão simultaneamente ao longo do dia. Teremos ao todo 12 painéis e 15 workshops”, explica Álvaro Almeida, diretor SB Brasil.

O Sustainable Brands SP vem seguindo desde 2017 um projeto de três anos que se encerrará em 2019. “Em 2017 trabalhamos com o tema Redefining the Good Life, este ano será o Redesigning the Good Life, e em 2019 Delivering the Good Life. A ideia foi trazer para as empresas envolvidas uma continuação dos projetos para que inicialmente elas criassem, em seguida desenvolvessem e por fim tragam os resultados disso tudo”, conta Álvaro Almeida.

São esperados para o Sustainable Brands SP 2018 mais de mil convidados e para participar é necessário fazer a inscrição no site até dia 04 de dezembro ou enquanto houver vagas.

Palestrantes internacionais trazem as tendências sobre a evolução dos negócios

Philip McKenzie, antropólogo cultural e estrategista americano, é o curador global da Influencer Conference, plataforma de conteúdo que conecta valores, criatividade, cultura e comércio. Philip usa sua experiência em cultura para aconselhar as organizações sobre a melhor maneira de prosperar em um ambiente cada vez mais incerto e desafiador. No SBSP 2018, ele quer responder as seguintes provocações: Em um mundo de ameaças crescentes ao nosso planeta e a nós mesmos, como trabalhamos para construir um futuro sustentável? Como uma gestão cuidadosa pode gerar um sistema social e econômico regenerativo que criará um mundo próspero?

Chris Coulter, CEO da GlobeScan, traz ao Brasil as descobertas do livro All In – O futuro da Liderança nos Negócios. Em co-autoria com Mark Lee, da SustainAbility, e David Graysson, da Cranfield School of Management, o livro mergulha nas empresas que estiveram no topo da lista da pesquisa Sustainability Leaders, realizada há 20 anos pela GlobeScan. A partir de entrevistas com seus atuais CEOs, identificou os elementos de sucesso dessa companhias e projeta quais são os requisitos necessários para a liderança nos negócios no presente e no futuro.

Lorraine Smith, Diretora Associada da consultoria Volans, liderada pelo reconhecido John Elkington, compartilhará os destaques da iniciativa New Carbon Economy. Frequentemente ouvimos sobre a necessidade de adotar uma “abordagem sistêmica” para fornecer soluções sustentáveis. Mas como isso se aplica às empresas? E quais são exemplos hoje? Lorraine apresentará as empresas que desenvolvem soluções para criar prosperidade revertendo o aquecimento global e regenerando os sistemas naturais. Ela vai desafiar o público a adaptar a narrativa sobre a mudança climática, para construir conexões futuras que alavanquem o potencial de transformação.

COMPARTILHAR
Artigo anterior
Próximo artigoProgramação SB São Paulo 2018