JOVENS PESQUISADORES VENCEM A 29ª EDIÇÃO DO PRÊMIO JOVEM CIENTISTA COM SOLUÇÕES INOVADORAS PARA CONSERVAÇÃO DA NATUREZA E TRANSFORMAÇÃO NACIONAL

    Foto: Divulgação

    ·         Anúncio foi feito na sede do CNPq nesta terça-feira, 30. Os estudantes premiados criaram projetos como embalagem biodegradável feita de casca de maracujá; aparelho de comunicação para pessoas surdocegas e estudo sobre manejo de peixe que garante renda anual a comunidades da Amazônia  

    ·         Criado em 1981, o Prêmio Jovem Cientista reconhece estudantes, pesquisadores e instituições de ensino que buscam enfrentar os desafios do país

    ·         A 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista é uma iniciativa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)/ Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e Banco do Brasil, e apoio Embaixada do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte no Brasil

    Estudantes, pesquisadores e instituições de ensino de Alagoas, Pernambuco, Rio Grande do Sul, Pará e São Paulo estão entre os vencedores da 29ª edição do Prêmio Jovem Cientista, que abordou o tema “Inovações para Conservação da Natureza e Transformação Social”. O anúncio foi feito nesta terça-feira, 30 de outubro, em Brasília, na sede do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). A entrega das premiações será realizada em dezembro, em solenidade no Palácio do Planalto.

    Foram mais de 1.550 inscrições de estudantes e pesquisadores de todo o país. 

     

     

    CONHEÇA OS VENCEDORES  PARAENSES

    Ensino Superior

    3º lugar

    Jeferson Almeida de Oliveira

    Universidade Federal do Pará (UFPA)

    Belém – PA

    Sobreposição de Parque Estadual a Assentamento Agroextrativista na Amazônia Brasileira

    A busca por mecanismos que protejam o meio ambiente e suas espécies é uma luta mundial. Em sua pesquisa, Jeferson de Oliveira analisou a relação entre a proteção ambiental e o respeito aos direitos à terra das populações tradicionais da Amazônia. O estudo concluiu que a irregularidade fundiária existente na Amazônia, onde há grandes áreas de terras ocupadas por populações tradicionais, contribui para a violação de direitos. Entre as questões, a falta de comunicação entre órgão ambiental estadual e fundiário potencializa as implicações sociais e relativiza a autonomia dessas populações tradicionais.

                        

    Mérito Científico

    Mérito Científico – Vera Lúcia Imperatriz FonsecaVera Lúcia Imperatriz-Fonseca

    Belém – PA

    A professora e pesquisadora Vera Lúcia Imperatriz-Fonseca é referência nas pesquisas com abelhas nativas, sendo coautora da Declaração de São Paulo para os Polinizadores, que originou a Iniciativa Internacional de Uso Sustentável e Conservação dos Polinizadores. Participou de ONGs, associações e comissões estaduais e federais para a conservação e defesa do meio ambiente.

    SOBRE O PRÊMIO JOVEM CIENTISTA

    O Prêmio Jovem Cientista é uma iniciativa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)/ Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, em parceria com a Fundação Roberto Marinho, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza e Banco do Brasil.

    Quatro categorias são premiadas: Mestre e Doutor, Estudante do Ensino Superior, Estudante do Ensino Médio e Mérito Institucional. Há ainda um prêmio de Mérito Científico para um pesquisador doutor que, em sua trajetória, tenha se destacado na área relacionada ao tema da edição. Já na categoria Mérito Institucional são premiadas as duas instituições – uma do ensino médio e outra do ensino superior – às quais estiver vinculado o maior número de trabalhos qualificados.

    Instituído em 1981, Prêmio Jovem Cientista já reconheceu mais de 194 estudantes e pesquisadores; 23 instituições de ensino superior e médio com o mérito institucional e sete pesquisadores doutores com mérito científico. Entre os assuntos abordados em edições anteriores estão “Oceanos: fonte de alimentos”; “Sangue: fluido da vida”; “Energia e Meio Ambiente”; “Cidades Sustentáveis”; “Inovação Tecnológica nos Esportes”; “Água: desafios da sociedade” e “Segurança alimentar e nutricional”.

    Saiba mais sobre o prêmio no site jovemcientista.cnpq.br e nas redes sociais, Twitter (@jovemcientista) e Facebook (@premiojovemcientista).