Vem aí aumento no preço da tarifa de ônibus em Belém

53

Por: Socelnews

Depois de cerca de 13 meses sem reajuste, começa oficialmente a discussão da nova tarifa de ônibus urbanos de Belém. A partir desta quinta-feira, 15, o Conselho Municipal de Transporte de Belém, composto de 18 entidades (sociedade civil organizada e poder público) se reúne, à partir das 9 horas da manhã, para apreciação e votação da planilha tarifária apresentada pelo SETRANSBEL e Planilhas calculadas pela SEMOB, para reajuste da tarifa do serviço de transporte publico de passageiros  por ônibus do Município de Belém.

Junto com a convocação, as entidades que fazem parte do Conselho, receberam planilhas técnicas com as propostas de reajustes dos ônibus elaboradas pela SEMOB E SETRANSBEL. A Planilha Técnica do  SETRANSBEL (Sindicato das Empresas de Ônibus de Belém) propõe reajuste da tarifa dos atuais R$ 3,10 para R$ 3,61 com um aumento em torno de 16,45 %. 

A justificativa do Setor Patronal para esta proposta esta na defasagem da tarifa em cerca de 13 meses e no aumento de custos dos vários itens  que compõem  a referida planilha, principalmente dos combustíveis, peças, pneus  e despesas de pessoal (salário dos motoristas e cobradores) etc. Segundo o DIEESE/PA, somente os combustíveis já tiveram reajustes no período analisado em percentuais  em torno de 10,00 %.

Já a Planilha Técnica elaborada pela SEMOB ( Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém ) propõe um reajuste menor que o do SETRANSBEL com  elevação da tarifa dos atuais R$ 3,10 para cerca  de  R$ 3,31 com um reajuste  de cerca de  6,77 %. O ultimo reajuste da tarifa de ônibus urbanos de Belém  ocorreu em 19/01/17 quando a passagem passou de R$ 2,70 para os atuais R$ 3,10.

Segundo as analises do DIEESE/PA , as duas propostas de reajuste das Tarifas de Ônibus Urbanos  levam em consideração apenas o equilíbrio financeiro das empresas, através da recomposição dos custos planilhados, cada uma pela sua ótica, “mas nenhuma das propostas atende a Lei Orgânica do Município”.

Ela prevê que a Tarifa de Ônibus Urbanos em Belém tem que levar em consideração o poder aquisitivo da população, mensurado principalmente pela inflação calculada desde o ultimo reajuste, cujo resultado poderá  implicará em percentual menor para o reajuste em relação as duas Planilhas enviadas .

Socel News – Blog do jornalista Celso Freire

Compartilhar