Prefeitura entrega Praça da República reformada para a população

36
Praça da República, em Belém – Foto Osvaldo Forte – Agência Belém

Após a restauração de 16 monumentos e a reforma geral de 58 mil metros quadrados, o complexo da Praça da República será inaugurado na noite desta terça-feira, 14. Os tapumes que ainda restavam em alguns pontos em restauro foram retirados na semana passada e todos os monumentos da praça já podem ser apreciados pela população de Belém e pelos turistas.
A obra durou cerca de um ano e dez meses, envolvendo os serviços de restauração, revitalização e reforma. A entrega de monumentos e espaços restaurados ocorreu em etapas. O Chafariz das Sereias e o entorno da Praça, por exemplo, ficaram prontos em outubro do ano passado, bem como o Pavilhão Euterpe, o banheiro público que funciona no subsolo, a lagoa, a maloca, o caramanchão, a cascata grega, as estátuas de bronze, as calçadas, os bancos de alvenaria e de madeira e as lixeiras.
O investimento da Prefeitura de Belém foi de cerca de R$ 5 milhões no restauro do complexo que abrange a Praça da República, a Praça da Sereia e o Parque João Coelho (na área em frente ao Theatro do Paz).
Os 12 mil metros quadrados de calçadas em pedra portuguesas foram completamente reconstruídos pela primeira vez em três décadas desde a implantação das pedras.
No Bar do Parque, a plataforma, incluindo piso e guarda-corpo de ferro, além da cozinha e os banheiros passaram por reforma completa. O quiosque do bar teve a cúpula e fachada completamente reconstituídas e a pintura em novas cores realçou a beleza do espaço.
O Monumento da República e a Fonte Luminosa foram os últimos a passar por restauração. Para o serviço na estátua Marianne foi necessário montar um andaime de 20 metros. Cada detalhe das estátuas de bronze e do pedestal de mármore do monumento da República recebeu limpeza manual, com produto especial para recuperar as cores e o brilho.
A Praça também ganhou novo paisagismo, com a colocação de grama, flores e plantas que ajudam a recompor a beleza do local. Os 160 bancos e 160 lixeiras também foram devolvidos reformados para os usuários do espaço. Postes de iluminação foram pintados e receberam manutenção das luminárias.
Para salvaguardar esse patrimônio e manter o resultado da reforma, a segurança da Praça será reforçada. Um novo posto da Guarda Municipal foi construído em um ponto estratégico e o antigo posto reformado para reforço da atuação da Guarda. O espaço contará ainda com um sistema de vigilância e monitoramento com câmeras para coibir atos criminosos, vandalismo e depredação.
Tombada como patrimônio histórico nas três esferas, a praça foi reformada com o acompanhamento dos órgãos ligados à preservação do patrimônio histórico: o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional no Pará (Iphan), a Fundação Cultural de Belém (Fumbel) e o Departamento de Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (DPHAC) da Secretaria Executiva de Cultura do Pará (Secult).

Socel News – Blog do jornalista Celso Freire

Compartilhar