Paysandu perde jogo e posição para o Brasil de Pelotas

21
Paysandu perde mais uma em casa, desta vez, para o Brasil-RS – Foto: Ascom/Paysandu

O Paysandu entrou em campo com duas mudanças na escalação titular que fez parte da derrota por 3 a 2 para o Brasil de Pelotas, no estádio da Curuzu, na noite deste sábado (11). Diogo Oliveira entrou na vaga de Fábio Matos, machucado, e Rodrigo Andrade assumiu a ponta-direita do ataque substituindo Juninho que marcou o segundo gol alviceleste, depois de sair do banco no segundo tempo. O gol ocorreu aos 59 minutos do segundo tempo (o jogo ficou parado por 15 minutos, por conta de alguns refletores que apagaram).Cassiano foi o principal jogador da partida, com dois gols marcados, ambos na etapa final.
Bergson foi o único jogador de ataque a trazer algum perigo ao time visitante. O artilheiro do Paysandu na temporada marcou o 25° gol na temporada nos acréscimos do primeiro tempo. Além disso, finalizou em cinco das 13 finalizações do Paysandu durante os quarenta e cinco minutos iniciais.
O Brasil levou vantagem quando explorou o lado direito da defesa bicolor. Dois gols do xavante tiveram origem por este setor do campo que teve marcação reforçada pela presença de Rodrigo Andrade. Ednei abriu o placar aos 23 minutos do primeiro tempo em cobrança de falta e Cassiano desempatou o jogo fazendo 2 a 1 aos 13 do segundo tempo aproveitando um cruzamento rasteiro de Misael, atacante que jogou no Paysandu, em 2015, e que mandou lembranças ao torcedor bicolor.
“Eu acho que eles sabem do potencial que têm, quando torcida e time jogam juntos. Felizmente, nós jogamos o melhor. Ainda tem mais três jogos pra se redimir e com certeza vai dar certo”, afirmou.
O Brasil fez 3 a 1 com Cassiano, depois que os refletores normalizaram e o jogo foi recomeçado. A reação de um grupo de torcedores foi imediata: vaias para Ayrton e protestos direcionados ao treinador, Marquinhos Santos. Para o técnico, o time paraense entrou mais disperso para a partida em relação ao adversário, por conta dos 45 pontos conquistados na última rodada.
“A fome estava muito maior para o lado de lá que pro lado de cá. Quando você fica sem fome, aí é preocupante. Ficou claro no primeiro gol sofrido”, observou Marquinhos Santos.  Com o resultado, o Paysandu foi ultrapassado pelo Brasil de Pelotas na classificação. Caiu para o 11° lugar. O xavante está em décimo. O time gaúcho leva ampla vantagem no histórico de confrontos. Em 4 jogos, são três vitórias a favor do Brasil e um empate.
Ficha técnica
Paysandu: Emerson, Ayrton, Perema, Diego Ivo  (Rafael Dumas), Guilherme Santos, Renato Augusto, Augusto Recife, Rodrigo Andrade (Juninho), Diogo Oliveira(Magno), Bergson, Caion. Técnico: Marquinhos Santos
Brasil de Pelotas: Marcelo Pitol (Carlos Eduardo), Ednei, Leandro Camilo, Teco, Leandro Leite, Breno, Cassiano, Itaqui (João Afonso), Lincom, Calyson (Aloísio), Misael. Técnico: Clemer

Gols: Bergson 45/ 1º, Juninho 59/ 2º (Paysandu); Ednei 23’/ 1º, Cassiano 12’/ 2º e  45’/ 2º  (Brasil de Pelotas)
#Reportagem jornalista Octávio Augusto

Socel News – Blog do jornalista Celso Freire

Compartilhar