Alepa debate o atendimento ao portador de fissura lábio palatal no Estado do Pará

30

O deputado estadual Jaques Neves, presidente da Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa do Pará, realiza nesta segunda-feira, 13 de novembro, às 9h, no auditório João Batista, da Assembleia Legislativa do Estado, uma Sessão Especial aberta ao público sobre a o atendimento ao portador de fissura lábio palatal no Estado do Pará. 

A fissura labiopalatal é a malformação congênita mais frequente que acomete o segmento cefálico. Estima-se em nosso meio, a incidência de um para cada 650 nascidos vivos. Para a eficiência do tratamento, os pacientes portadores desta condição deveriam ser avaliados e acompanhados por uma equipe multidisciplinar, composta principalmente por cirurgiões plásticos, geneticistas, otorrinolaringologistas, fonoaudiólogos, ortodontistas, psicólogos, entre outros, constituindo um tratamento que fará parte da vida dos fissurados, em suas várias etapas.

Dessa forma, desde antes do nascimento, com o diagnóstico fechado a partir de um ultrassom, até a vida adulta, o suporte profissional completo deveria auxiliar o tratamento do paciente fissurado, com o intuito de que, ao seu término, os resultados estéticos e funcionais superem o estigma, proporcionando ao paciente, melhor inserção na sociedade.

Segundo o deputado Jaques Neves, que também é médico, “na prática, o sistema ofertado no Estado do Pará precisa de avanços e a sociedade, de informação, daí a necessidade da discussão sobre o tema, para que se busquem soluções nesse sentido”.

Diversas entidades devem participar da Sessão Especial para discutir o atendimento, oportunizando o contato de famílias com profissionais e estruturas de saúde aperfeiçoá-lo e esclarecer dúvidas.
Serviço:
Sessão Especial sobre atendimento Dia 13 de novembro de 2017, segunda-feira, às 9h, no Auditório João Batista, da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (2ºandar). Entrada franca.

Socel News – Blog do jornalista Celso Freire

Compartilhar