UFPA vai pedir audiência sobre Pau D’Arco na Comissão Interamericana de DH

31

A Clínica de Direitos Humanos da Faculdade de Direito da UFPA vai propor para a Comissão Interamericana de Direitos Humanos a realização de uma audiência pública sobre a chacina de Pau D’Arco. O anúncio foi feito pela Prof Dra Valena Jacob, diretora da Faculdade de Direito da UFPA, e pelas alunas Ana Caroline Monteiro (da Graduação), Aianny Monteiro do Doutorado) e Isabela Feijó (do Mestrado) durante o Ato Nacional pela Democracia e Contra a Violência no Campo, realizado na Praça da República, na noite da última segunda-feira, 19/06.
No último dia 24 de maio, dez pessoas que estavam acampadas na fazenda Santa Lúcia, no município de Pau D’Arco, no Sul do Pará, entre elas uma mulher, foram assassinadas numa ação policial motivada para cumprir ordem de prisão contra os posseiros. O caso é investigado em inquérito das Polícias Militar e Civil e também em investigações paralelas da Polícia Federal, Ministério Público Federal, Ministério Público do Estado e Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Pará.
“Na nossa última reunião da Rede Amazônica de Clínicas, neste mês de junho, na UNB, foi definido que iremos propor a audiência pública à Comissão Interamericana de Direitos Humanos. A violência do campo vem aumentando muito. Vamos entrar com o pedido agora em julho para que a Comissão chame o Estado e os representantes da sociedade civil e das vítimas a debaterem o assunto”, explica Valena.
O Movimento Humanos Direitos e o Grupo Nacional de Combate ao Trabalho Escravo da UFRJ (GPTEC) vão subscrever o pedido. A Clínica da UFPA busca outras entidades parceiras para se juntarem ao pedido de audiência pública.
O ato contra  a violência no campo foi motivado pelo crime em Pau D’Arco e contou com a presença de parlamentares, artistas e lideranças de movimentos sociais e sindicais locais e nacionais.

Socel News

Compartilhar