Margarida Schivasappa recebe a ‘Identidade Preta’ da banda Zimba Groove



A harmonia musical da banda Zimba Groove irá tomar pela primeira vez o palco do Teatro Margarida Schivasappa, nesta quarta-feira, 26, às 20h, com o show “Identidade Preta”, contemplado no edital Pauta Livre da Fundação Cultural do Pará (FCP), que integra o Programa Seiva de Incentivo à Arte e à Cultura. Os ingressos custam R$ 20,00 estão à venda na loja Ná Figueredo (Estação das Docas) e no estúdio Art Ato Tatuaria (Av. José Malcher, 2666).
O espetáculo “Identidade Preta”, concebido por meio de uma mistura de batuque de tambor e o groove do baixo, mais bateria, voz e violão, é regido por uma atmosfera sonora composta por influências afro-amazônicas, como samba de cacete, rap, ritmos latinos e samba, que afirmam a identidade e a representatividade do orgulho negro.
Criada em 2015, a partir de encontros nas ruas da cidade de Belém, a banda Zimba Groove formada por Jeff Moraes na voz, Wendell Raiol no violão, Ney Trindade no baixo, João Paulo Pires na percussão e Edivaldo Filho no trompete, dedica-se a narrar a trajetória de reconhecer-se negro na Amazônia.
As músicas compostas pela banda possuem letras fortes, fazendo duras críticas ao genocídio da juventude negra nas periferias de Belém e abordam questões como o empoderamento das mulheres negras e o momento atual do movimento negro no Brasil.
Segundo o baixista Ney Trindade, o espetáculo busca retratar, especificamente, a realidade do negro nesse contexto urbano amazônico. “A maior importância desse espetáculo é poder levar várias linguagens vistas da rua para dentro do teatro. É legitimar todo o movimento de resistência preta de rua. A gente está muito feliz, empolgado e cuidando com muito carinho desse trabalho”, comenta.
Segundo o vocalista Jeff Moraes, é muito importante e simbólico o espetáculo “Identidade Negra” ocupar o palco do Margarida Schivasappa, que abriga grandes shows, de grandes artistas da terra, na sua maioria brancos. “Nós somos artistas de rua. Quando eu começo a cantar me encontro enquanto pessoa negra e militante. Esse processo de levar pessoas pretas com música preta, música da rua, artistas da rua, para esse espaço está sendo a realização de um sonho”, comemora.
O show irá contar com a participação das crianças do grupo de capoeira da Terra Firme “Sou Angoleiro”, das cantoras do Afoxé Axé Dudu, do rapper Pelé do Manifesto, das atrizes negras – AmÉrika EstÉrika, Kassandra Bony e Katty Nunes, além dos alunos da Escola Brigadeiro Fontenelle.
Serviço:
Banda Zimba Groove apresenta espetáculo “Identidade Preta”
26 de abril (quarta-feira), às 20h
Teatro Margarida Schivasappa do Centur
Ingresso: R$ 20,00 nos locais: Ná Figueredo (Estação das Docas) e Art Ato Tatuaria (Av. José Malcher, 2666)
Informações: (91) 98366-6494 e (91) 98321-2011

Socel News

LEAVE A REPLY