Val-de-Cans apresenta crescimento de passageiros e carga no primeiro trimestre de 2017

Aeroporto Internacional de Belém – Foto:Rodolfo Oliveira – Agência Pará

O Aeroporto Internacional de Belém registrou crescimento de 9,3% na movimentação de passageiros no primeiro trimestre deste ano – foram mais de oitocentos mil embarques e desembarques contabilizados. Com relação a voos domésticos, o aumento foi de 9,64%; já o fluxo de passageiros internacionais cresceu 1,5%, em comparação ao mesmo período de 2016. O superintendente do Val de Cans, Fábio Rodrigues, destaca os fatores e os benefícios que contribuíram para esse crescimento. “Creio eu que a indústria aeronáutica, as companhias aéreas perceberam que o momento era de uma procura mais elevada, entenderam que valeria a pena retomar algumas das operações que foram encerradas nos últimos 2 anos. 

Chegou a um volume de 15 voos que haviam sido retirados e que retornaram. Esse incremento de passageiros serve para nos ajudar no que se refere a um conceito custo por passageiro, custo da operação por passageiro, e também serve pra que a gente possa continuar no nosso trabalho de prospecção pra novos negócios aqui informar que o nosso movimento tá crescendo”. Fábio Rodrigues ressalta ainda que, além do aumento do número de passageiros, o Val de Cans apresentou crescimento de 32% na movimentação de cargas no Terminal de Logística do aeroporto, com mais de duzentas toneladas em volumes no primeiro trimestre. 

“O trabalho de relacionamento com a clientela, o trabalho de prospecção de negócios, demonstrando pra classe empresarial aqui do Para que existe um setor de entradas e saídas de insumos preparado, com infraestrutura, fez com que isso desse resultado. Mais recentemente, o grande resultado tem relação com a atividade de metalurgia, e de mineração, cuja a porta de entrada pro país é o Aeroporto de Belém, que fez com que a gente tivesse esse resultado aí de incremento tanto em tonelagem quanto também no valor agregado dos itens, dos insumos que tão sendo objeto de importação e exportação”. 

O destaque na movimentação de cargas foi para o setor de Importação, com crescimento de 71%. O seguimento de exportação também registrou bom desempenho, com crescimento de 18% no volume de mercadorias enviadas ao exterior.

Socel News

LEAVE A REPLY