​Toda a internet será arquivada no Canadá para driblar as censuras de Trump

À medida que Donald Trump se aproxima do Salão Oval, nos EUA, uma organização que arquiva a internet e a disponibiliza para qualquer um está criando um backup completo da rede no Canadá a fim de protegê-la de uma possível censura.

Toda a internet será arquivada no Canadá para driblar as censuras de TrumpSediada no território americano, The Internet Archive é uma organização sem fins lucrativos que vem arquivando a web ao longo de 20 anos. Até o momento, eles catalogaram o equivalente a petabytes de conteúdo e afirmam seguir arquivando 300 milhões de novas páginas toda semana.

Seu gigantesco banco de dados permite que a organização disponibilize serviços como a Wayback Machine em que qualquer um pode acessar para encontrar uma versão salva da maioria das páginas da web, algumas com vários anos de idade.

O grupo se refere a si mesmo como uma espécie de biblioteca e, como comentado em uma postagem nesta terça, “a história das bibliotecas é feita de derrotas”, seja por causa de desastres naturais ou por causa de mudanças no regime político.

Com um governo Trump possivelmente pró-censura à espreita, o Internet Archive não correrá riscos: lançará o “Internet Archive of Canadá”, já que informações digitais armazenadas no exterior não estariam sujeitas às leis norte-americanas.

SUSSA-banne

Toda a equipe e espaço em servidor necessário “custará milhões”, de acordo com o grupo, que está recolhendo doações. Até o momento, o Internet Archive não respondeu nossa tentativa de contato.

“A eleição de Donald Trump foi um forte lembrete de que instituições como a nossa, construídas para o longo prazo, tem que se preparar para a mudança”, afirmaram em postagem. “Para nós, isso significa manter nosso material cultural a salvo, privado e eternamente acessível. Significa se preparar para uma rede com possíveis maiores restrições.”

Durante sua campanha Trump pareceu favorecer uma postura linha-dura na censura à internet ao dizer que a indústria tecnológica precisa “fechar a internet” para dar fim ao crescimento do extremismo.

“Alguém dirá: ‘ah, mas e a liberdade de expressão’. Essas pessoas são tolas”, disse na época.

Se o discurso de Trump for sério, isso pode dar dores de cabeça ao Internet Archive, claro. A iniciativa anti-extremista Clarion Project, por exemplo, tem postado edições da revista do Estado Islâmico Dabiq, que por sua vez foram arquivadas pelo Internet Archive. Se alguma lei dissesse que tais revistas devem ser inacessíveis aos cidadãos dos EUA, o Clarion Project poderia ser obrigado a retirá-las do ar, mas continuariam existindo no Internet Archive como documento histórico.

Preparados para receber refugiados do governo Trump, a maioria dos canadenses com certeza não esperava por receber uma cópia integral da internet.


Tradução: Thiago “Índio” Silva

O post ​Toda a internet será arquivada no Canadá para driblar as censuras de Trump apareceu primeiro em Pensador Anônimo.

Pensador Anônimo

LEAVE A REPLY