Homem encontra artefato que pode mudar a história do Cristianismo na Dinamarca

46

Numa sexta-feira, o dinamarquês Fabricius Holm saiu mais cedo do trabalho e decidiu relaxar um pouco praticando seu hobby, o uso de detector de metais para fazer pequenos achados em florestas. O que ele não sabia era que encontraria um artefato que alteraria o entendimento da história de sua nação.

Quando encontrou um pequeno pingente com um crucifixo de ouro nos arredores da cidade de Aunslev, Holm sabia que havia achado algo importante. Depois de publicar uma foto da joia no Facebook, foi encorajado pelos amigos a procurar um museu que pudesse analisar o artefato.

Holm foi ao Østfyns Museum e entregou a joia diretamente à curadora do espaço, Malene Refshauge Beck. “Quando vi aquele artefato, lembrei imediatamente de uma peça idêntica encontrada na Suécia. Isso muda toda a história do Cristianismo na Escandinávia. Esta peça encontrada pelo senhor Holm provavelmente foi feita no século X”, explicou Malene, que também é arqueóloga.

A joia, que pesa cerca de 13 gramas e tem aproximadamente 4 centímetros de largura, provavelmente pertenceu a uma mulher viking do povoado de Birka, estimam os historiadores que tiveram acesso a ela.

A descoberta do artefato é surpreendente porque os registros mais antigos do Cristianismo na Dinamarca datavam do ano de 965, as Pedras Jelling, rochas com inscrições rúnicas e patrimônios da humanidade tombados pela Unesco. De acordo com a curadora do Østfyns Museum, o crucifixo encontrado por Holm foi fabricado entre os anos 900 e 950. Ou seja, o Cristianismo pode ter se alastrado entre os povos vikings antes do que se acredita atualmente.

O primeiro registro de um povo viking completamente convertido ao Cristianismo remonta ao ano de 1.500, quando o rei Haroldo I, também conhecido como Haroldo Dente-Azul, ordenou que todos os seus súditos se tornassem cristãos, depois de ser convencido por missionários germânicos.

“Esta descoberta muda muita coisa, porque significa que a pessoa que carregava este crucifixo já havia se convertido ao cristianismo, cerca de cem anos antes do que acreditamos que foi o marco inicial do Cristianismo na Dinamarca. Depois que estudarmos o assunto a fundo, tenho certeza de que ele será incluído nos livros de História”, disse Marlene.

E quanto a Fabricius Holm, o homem que fez este achado histórico? “Eu mal consigo dormir! É realmente assustador que eu tenha encontrado algo que mude a História, sabe? Mal consigo compreender isso…”, disse ele, em entrevista à emissora TV2/Fyn.

Brasil Universo Digital

Compartilhar